Hoje, o número de Micro Empreendedores Individuais (MEIs) brasileiros é significativo. Esse número tem sido impulsionado tanto pela crise econômica quanto pelo desemprego. No Brasil existem 6.701.750 MEIs. Destes, 412.520 estão localizados no RS e 20.489 estão focados em Caxias do Sul (*). É fato que esses números crescem todos os meses não somente pela crise econômica e propósito, mas também, pela formalização de trabalhadores – até então – informais.

Constantemente encontro empreendedores em fase inicial do seu negócio, seja em eventos, palestras ou cursos. Vejo que ainda existem algumas dúvidas constantes. Por exemplo, “como diferenciar meu trabalho dos concorrentes se sou MEI”. Para tentar auxiliar os empreendedores nesta jornada rumo ao sucesso e no atingimento de suas metas, elaborei 5 formas de se diferenciar no mercado mesmo sendo MEI.

Primeiramente, quero deixar claro que existem outras possibilidades, ok? Estas são 5 formas que, juntas, transformarão você em um empreendedor de sucesso, com um produto/serviço desejado e consumido por muitos.

Pesquisa de Mercado/Inovação

Antes de se atirar no mar de empreendedores com seu “produto/serviço inovador”, faça pesquisas. Não estou falando para você contratar alguma consultoria especializada nisso (mas caso você tiver dinheiro disponível, faça!). Contudo, falo de coisas simples como “googlear”, pesquisar se realmente o seu produto/serviço não existe ou se realmente é inovador. Conheça seu público. Converse com as pessoas. Não tenha medo e conte sua ideia. “Mas se eu contar, alguém pode roubar minha ideia!”. Ideias são fáceis de se ter. Difícil é a execução.

“Mas o que compartilhar minha ideia com outras pessoas vai me proporcionar?”.Muitas coisas! Por exemplo, ter certeza se alguém, além da família e amigos, comprariam seu produto. Normalmente as pessoas possuem uma tendência a dizer que comprariam. Compartilhar a sua ideia irá te permitir obter feedbacks a respeito do seu produto e consequentemente, te permitirá aprimorá-lo. Ou quem sabe, conhecer possíveis investidores, sócios e parceiros de negócio. Muitas vezes, primeiro precisamos dividir para depois multiplicar!

Custos

“De novo?” Sim! Você precisa ter na ponta do lápis todos os seus custos, inclusive o valor da sua hora de trabalho. É comum empreendedores terem dificuldade na montagem de custos, especialmente os ligados às áreas criativas. Mas é importante ressaltar, neste quesito, que precisamos ter todos os custos listados. Sem desculpas! “Ah, mas eu trabalho em casa”! E por que seria este um fator de diferenciação do MEI? Muitos também trabalham em modelo home office, escritórios compartilhados e cafeterias, o que acaba contribuindo para custos mais baixos.

Personalização

Uma das formas de se diferenciar hoje é a personalização/customização, que acaba tornando-se mais fácil para um MEI executar do que uma grande indústria. Dessa forma, é possível agregar valor ao seu produto/serviço oferecendo diferenciação por meio da personalização. Essa é uma tendência que aumentou nos últimos anos e que tende a crescer ainda mais, especialmente pela memória afetiva e emocional ligada à customização. Esse item não é só para quem trabalha com moda, artesanato e artes plásticas! Também serve para quem oferece produtos de valor intangível, como conhecimento!

Aqui na Escola Caxias Criativa, tanto nossos Programas Educacionais quanto nossas Consultorias e Treinamentos são personalizados, levando em consideração as necessidades individuais de cada empreendedor e empresa. Dessa forma, nós temos certeza de que estaremos entregando um serviço muito mais eficiente! Quer saber mais sobre nossos serviços? Clique aqui!

Local e Valorização do Trabalho

Outra forma de diferenciação que está crescendo e ganhando espaço é a valorização do trabalho e economia local. Há alguns anos não era incomum as pessoas desejarem marcas famosas a ponto de comprarem réplicas quase perfeitas. Contudo, observamos um movimento de consumo consciente, slow fashion e compre de quem faz, onde os consumidores tem aderido às marcas locais, valorizando o empreendedor e a economia local.

Acompanhando esse movimento, o número de bazares e marcas que surgiram aumentou exponencialmente. Sim, estou falando de moda. Mas o que observo nos últimos anos e meses, é que esse movimento se expandiu para música (o último CD que comprei foi de uma banda local por meio de crowdfunding), literatura, gastronomia e educação!

Personal Branding

Essa é a dica de ouro. Seu cartão de visitas é você. O melhor vendedor do mundo é você, afinal, quem poderia conhecer melhor o seu produto? Você precisa trabalhar sua marca pessoal! Use o marketing pessoal a seu favor. Por que isso é importante? Vamos lá, faça um exercício comigo!

Quando você vai ao supermercado como escolhe um determinado produto? Cor, marca, modelo, quantidade, benefícios? Então, imagine que você é uma marca e está em uma prateleira de supermercado. Como você será escolhido? Em que prateleira você está? Naquela na altura dos olhos? Em cima ou em baixo? Lembra da máxima: “Quem não é visto, não é lembrado”? Concordo. Porém, precisamos entender como informar seus talentos para encontrar as pessoas certas e os trabalhos certos.

Para isso, é essencial que você saiba como posicionar sua marca pessoal. Parece simples, mas precisamos entender como informar aos outros, seja nas mídias sociais, site, blog, palestra ou em um pitch. É preciso estar sempre preparado. O Personal Branding diferencia você dos outros no mercado profissional, portanto, aprenda a construir uma reputação e gerenciá-la. Mas, não basta estar no lugar certo, você deve saber aonde quer chegar e planejar. A chave para alavancar sua carreira profissional ou empreendedora está no planejamento estratégico de sua diferenciação, isso te levará a realização profissional com sucesso!

Resumo da Ópera

Vamos elencar em itens para ficar mais fácil de visualizarmos:

  • Realize pesquisas constantes para detectar possibilidades de inovação e converse com seu cliente para analisar possíveis melhorias no seu serviço/produto.
  • Mapeie e monitore todos os seus custos e não se esqueça da sua hora de trabalho.
  • Utilize as tendências de personalização, valorização do trabalho e economia local para se diferenciar no mercado.
  • E saiba como informar isso sempre em todas as oportunidades por meio de um posicionamento adequado de sua marca pessoal.

Ficou com dúvidas? Entre em contato para conversarmos mais! Ainda mais se você quer se diferenciar no mercado e não sabe como!

Dicas da Vanessa

Valorize seu trabalho, e principalmente, seu talento.

Aprenda a dizer não.

Oportunidades não surgem, são criadas.

 

(*) Dados extraídos dia 31/03/2018 às 16hs.

Diretora de Conexões e Relacionamento da ECC. Responsável pelo Relacionamento com Clientes. Consultora, Mentora e Professora nas áreas de Empreendedorismo, Intraempreendedorismo, Economia Criativa, Inovação, Criatividade e Processos Colaborativos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Leia também ...

Últimos posts

Cadastre-se e receba novidades exclusivas do blog primeiro.

Sobre a ECC

Um hub que desenvolve Habilidades do Futuro e Novas Tecnologias através de Inovações em Sala de Aula para o transformar o Profissional do Presente em um Profissional de Alta Performance.

Siga nas redes

Fechar Menu
×

Carrinho

Baixe o conteúdo do programa completo

Preencha o formulário abaixo para receber mais informações sobre este curso.