Cine ECC – O que o filme “Joy: O Nome do Sucesso” tem a ensinar aos empreendedores

Passou voando desde a última vez que nos encontramos aqui no Cine ECC, né? E dessa vez, selecionamos um filme bem menos comédia do que o último.

O filme escolhido pela Vanessa e pelo Joe é “Joy: O Nome do Sucesso”. O filme conta a história de Joy (Jennifer Lawrence), durante o processo de criação do seu Miracle Mop. Toda a história é contada aos olhos de sua avó, uma de suas grandes motivadoras.

Joy passa por diversos desafios para conseguir fazer seu produto ser um sucesso: desde conseguir um investidor até provar para seu pai (Robert De Niro) que ela é uma business woman.

O filme tem duração de 2h, mas você nem sente passar!

Vamos descobrir quais os ensinamentos do filme?

Análises da Vanessa

A primeira conclusão que eu tive quando assisti o filme Joy pela primeira vez é “o sucesso não surge de forma fácil”. Parece piegas falar isso mas às vezes passa despercebido quando olhamos superficialmente a jornada dos outros.

Propriedade Intelectual

Ao receber investimento para a produção do Miracle Mop, a investidora contrata advogados para verificar a patente e se não há nada infringisse na questão de propriedade intelectual. Joy recebe esses relatórios e verifica a existência de um produto com similaridade em Hong Kong.

A ajuda de advogados especialistas é essencial para a tomada de decisões. Contudo, Joy falhou nesse quesito. No decorrer da história, Joy acreditou em informações trazidas por advogados que não eram especialistas em propriedade intelectual e isso acabou comprometendo seu negócio.

Se você está criando um produto, saiba que um dos pontos mais importantes é a propriedade intelectual. Ela quem te possibilitará saber aonde você pode ir, antes de você realizar um investimento considerável em uma ideia.

Resiliência e Foco

Joy nos mostra a necessidade da resiliência constantemente, especialmente para um empreendedor inventor. E ainda podemos acrescentar, no caso de Joy, empreender com a família (às vezes mais parece atrapalhar do que ajudar).

Em momentos como esse, precisamos ativar nossa inteligência emocional lidando com os problemas com resiliência. Em um dos momentos mais emblemáticos do filme, Joy precisa de um ato de libertação para encarar a nova empreendedora que precisava ser.

SPOILER ALERT

Cortar o cabelo foi um ato de libertação e de força para realizar a ação que precisava fazer. Desde o princípio Joy foi determinada em suas ações. Ela era tão focada, que muitas vezes tomava atitudes “rebeldes”, como no comercial para a TV.

Venda você mesmo seu produto

Já que estávamos falando do comercial para a TV. A dica aqui é: você mesmo é o melhor vendedor do seu produto. Você quem o inventou, então sabe de todas as suas características, funcionalidades e benefícios. Isso ficou claro, ao vincular um comercial com um vendedor. O produto não vendeu e não parecia tão atrativo. Mas, quando Joy faz o comercial o produto torna-se um sucesso.

Por mais que você, empreendedor inventor, tenha dificuldade de vender seu peixe, saiba que você é o melhor vendedor e que conhece o seu produto melhor do que ninguém. Pense nisso.

Bônus 1: Inove olhando ao seu redor

Na hora de criar algo, sempre pensamos em coisas tecnológicas, disruptivas, radicais, mas esquecemos de olhar ao redor. Joy teve a ideia em um dos seus momentos, como muitas de nós, realizando as tarefas de casa e ao cortar a mão.

A partir desse momento, pensou o que depois tornou-se o miracle mop. Se você está pensando em criar algo, olhe ao seu redor. Observe que insights o ambiente está querendo lhe mostrar.

Bônus 2: Faça sempre um MVP

Uma das atitudes empreendedoras que a Joy teve, foi a de realizar um Produto Mínimo Viável (MVP). Joy foi até a empresa do pai e conseguiu estruturar o MVP, verificar suas funcionalidades e se o seu produto era aderente ao mercado e público alvo.

Construir um MVP permite que você teste suas hipóteses iniciais antes de ofertar seu produto para possíveis investidores e parceiros de negócios.

Análises do Joe

Primeira coisa que pensei: se o próximo filme tiver o Robert De Niro no elenco, ele pode pedir música! Já é o segundo filme consecutivo que ele nos agracia com seu talento.

Depois disso, me perguntei quais outros filmes eu já assisti que contam a história de empreendedores. Não consegui lembrar de nenhum! E olha que eu estou sempre vendo filmes! Então já comecei entusiasmado para saber o que aquilo podia me ensinar.

Nota: depois de ter escrito tudo, lembrei do filme do inventor do Sucrilhos. Muito bom, por sinal!

Não perca seu espírito inventor

Quando somos crianças, estamos sempre inventando alguma coisa. Seja vestir uma roupa diferente e assumir um personagem ou um desenho do nosso quarto dos sonhos. Não importa: a mente infantil é um baú de possibilidades.

Quando Joy era criança, vivia inventando novas brincadeiras e diferentes brinquedos. Em um determinado momento de sua vida, ela precisou largar esse espírito para “viver a vida adulta”. Não preciso nem dizer o quanto isso foi ruim para ela, né?

O “Espírito Inventor” é aquele que está sempre atento às oportunidades de fazer diferente. Construir algo novo. E se deixarmos esse nosso espírito morrer, maiores serão as chances de matarmos nossos sonhos um pouquinho também.

Seja fiel à você mesmo

Joy não teve a ideia do mop por acaso. Ela reassumiu seu lado inventivo no momento em que viu a oportunidade. Mas quando tentaram fazer ela desacreditar sua ideia, ele precisou ser fiel à si mesma para não se deixar levar pela descrença dos outros.

Sempre terão pessoas que vão desacreditar nossas ideias. Não por mal, mas porque elas vão se colocar no nosso lugar e pensar: “eu faria algo assim? Não, dá muito trabalho”. Mas porque aquela atitude não faz parte da vida delas.

Frente à uma nova ideia ou oportunidade, pergunte a si mesmo: “isso faz parte dos meus valores”? Se sim, já sabe, né?

Conheça seu produto

Em um determinado momento do filme, Joy se vê em uma “sinuca de bico”. Ela havia prometido um grande pedido e o terceirizado que fabricava suas peças plásticas havia aumentado o valor da injeção dos componentes. Isso iria aumentar o valor final do seu produto, fazendo com que sua margem de lucro – que já era baixa – desaparecesse.

Para resolver o problema, seu pai mandou a meia-irmã de Joy resolver o problema. Ela foi até a empresa que injetava as peças e se deixou levar pelo dono. “Joy, isso só aumentou US$ 2 no preço do produto”.

Aparentemente somente a Joy conhecia seu negócio. Sem poder de barganha e sem saber do produto, a meia-irmã colocou todo o negócio em cheque, achando que aquela mudança era pouca. Saiba sempre quanto vale cada uma das peças ou processos do seu produto ou serviço. E deixe as pessoas ao seu redor a par dessas informações.

Bônus 3: Mostre seus dentes

Joy teve que ir resolver o problema que sua meia-irmã criou e, ao chegar lá, se deparou com um mundo completamente diferente do seu. A empresa que estava terceirizando o trabalho de injeção aproveitou que ela não conhecia o processo para se aproveitar do seu sucesso.

O mundo dos negócios não é para iniciantes. Em diversos momentos você precisará mostrar que não está para brincadeira, então mostre para que veio. Não deixe que passem por cima de você, em momento algum. Sempre mantenha a calma e pense logicamente.


A dica da ECC após essa Sessão de Cinema é: se você tem uma ideia e realmente acredita nela, coloque-a em prática.

Não deixe sua vida passar sem ao menos tentar tirar aquele projeto do papel. Nós só temos uma vida para viver, então precisamos aproveitar ao máximo. E se tiver dúvidas de onde e como começar, saiba que você sempre pode contar com a ECC!

Esperamos não termos dado muitos spoilers! O filme “Joy: O Nome do Sucesso” está disponível no Amazon Prime!

Bom filme!

escolacaxiascriativa

escolacaxiascriativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimos posts

Sobre a ECC

Um hub que desenvolve Habilidades do Futuro e Novas Tecnologias através de Inovações em Sala de Aula para o transformar o Profissional do Presente em um Profissional de Alta Performance.

Siga nas redes

Empresa do grupo

Agora a Escola Caxias Criativa faz parte da ECC Hub, um hub destinado a fazer da Criatividade uma ferramenta de resultados para profissionais e empresas!