Comecei a empreender em 2015. Como todo empreendedor, enfrentei altos e baixos acompanhados por um crise econômica que ainda assola o Brasil. Em 2016, diante de um novo desafio, comecei a me questionar como eu poderia alavancar minhas potencialidades empreendedoras e melhorar minha performance. Seria isso possível? Verificar e quantificar meu desempenho? E, de preferência, com foco em minhas habilidades e potencialidades empreendedoras?

Oh-ho! Pra onde eu vou?!

Em uma de minhas muitas pesquisas em busca por assessments (ferramentas de análise de perfil), conheci a metodologia QEMP – Quociente Empreendedor. O QEMP identifica e mensura a relação de um profissional com um projeto de novo negócio. A avaliação fornece métricas baseadas em seis pilares: Controle e Planejamento, Dinâmica do Mercado, Aderência, Perfil Empreendedor, Recursos e Experiência. Ele também mensura dimensões pessoais como Inovação, Análise, Processos ou Relacionamento. A partir da avaliação, a metodologia ainda apresenta objetivos de ação, adaptados conforme suas respostas ao QEMP.

Legal, descobri meu Quociente Empreendedor, e agora?

Ao receber o relatório, tive auxílio de um mentor/consultor certificado pela Metodologia QEMP. Pude perceber como meu perfil estava para o momento que eu estava vivendo em meu negócio, que se apresentava em fase inicial de operação. Meu perfil era processual e havia pilares que necessitavam desenvolvimentos essenciais para o crescimento da minha empresa. Perante este cenário, e com orientação e auxílio do mentor, realizei meu plano de ação com objetivos e metas a serem alcançados.

Ao longo desses meses, realizei ações que contribuíram para alavancar meu potencial empreendedor e principalmente para desenvolver os pilares que estavam com menor pontuação.

Round 2!

Seis meses após a realização do meu primeiro QEMP, fiz o teste novamente. Foi uma surpresa! Todos os pilares foram desenvolvidos e melhoraram a pontuação! Antes, o pilar com menor pontuação era a Experiência e hoje é o segundo mais desenvolvido, com aumento de 17,6%. O pilar Perfil Empreendedor aumentou 14,6%. E o mais interessante: minha dimensão até então dominante, a Processual, continuou a expandir, mas foi a dimensão Inovadora, antes terceiro lugar, que subiu ao pódio como mais desenvolvida.

Confesso que já realizei diversos assessments, mas a entrega do QEMP e o modo como ele mapeia o Potencial Empreendedor impressiona. Sem falar que ele ainda possibilita ao empreendedor o autoconhecimento. Hoje, toda a equipe da Escola Caxias Criativa realizou o QEMP. Sim, ele avalia o quociente empreendedor, mas também é utilizado para o intraempreendedorismo! Dessa forma, torna-se fundamental dentro das organizações, uma vez que cresce a cada dia os trabalhos por projetos, com parceiros e terceiros.

Além disso, o QEMP avalia o seu potencial empreendedor de acordo com cada projeto. Portanto, se você empreende em mais de um, vai conseguir identificar exatamente os pilares que necessita desenvolver para alavancar seu negócio. Se você busca tornar-se um empreendedor de alta performance e quer melhorar seu desempenho, você precisa conhecer o QEMP!

Eu alavanquei meu Quociente Empreendedor e estou finalizando a Especialização em Desenvolvimento de Empreendedores com uso da Metodologia QEMP. Hoje o QEMP é parte integrante das ferramentas que utilizo nas minhas consultorias e mentorias. Agora que a Escola Caxias Criativa é parceira da Clinton Education, oferecemos com exclusividade a Certificação na Metodologia QEMP, preparando educadores e mentores para capacitar empreendedores e profissionais em fase de construção de novos negócios.

 

Agora a Escola Caxias Criativa faz parte da ECC Hub, um hub destinado a fazer da Criatividade uma ferramenta de resultados para profissionais e empresas!